Image Hosted by ImageShack.us

Faz pensar... :)

Pensamentos que eu tenho durante o dia...! :D [Continuação de www.aquiloquequiseres.blogs.sapo.pt]

Thursday, September 14, 2006

Here I go



Estou pronta para começar o meu terceiro blog, desta vez com um formato diferente.
Não apagarei este :) mas agora têm de começar a visitar-me em http://tcharan.tripod.com ! :D
Beijinhos e obrigado por terem lido posts deste blog

Monday, September 11, 2006

Utopia


Tanto podia escrever isto hoje como ontem e seria igual escrevê-lo amanhã.
Mas parece que hoje o tema diz mais às pessoas.
E mesmo a mim, tenho de admitir.
Mas não se trata do 11 de Setembro de 2001. É, como digo, igual a 12 de Setembro de 2001. Isto porque estas coisas acontecem todos os dias. O ódio sempre existiu e, infelizmente, acho que sempre existirá.
Já deixei aqui várias vezes claro o meu fascínio por uma utopia. Um mundo onde tudo fosse perfeito. Onde as pessoas comunicassem em vez de atirar aviões para cima de torres ou pôr bombas, ou declarar guerras estúpidas. É ESTÚPIDO.
E a minha grande questão hoje é: de quem é a infantilidade? É minha em acreditar que seria possível isto acontecer? Ou deles, que insistem em fazer desde mundo a maior injustiça?
Eu não sei, mas é triste.
Aproveito para dizer para verem o filme Shooting Dogs (é mesmo bom) - onde há pessoas que ainda tentam mudar alguma coisa no meio do caos. E é o que eu espero fazer um dia :)

Monday, August 07, 2006

Cumplicidade



É bom.
Tendo passado a última semana a acampar com os amigos e bastantes vizinhos (Sudoeste!), posso dizer que a cumplicidade é uma coisa indispensável.
Sinto-me à vontade. Somos iguais. Não há nada a esconder. E estamos todos tão próximos.
É bom ter alguém com quem contar.
É bom falar com as pessoas desconhecidas que vão passando e tirar-lhes o "des".
Saber os nomes. Saber as vidas. Partilhar. Ajudar, falar e rir.
Que sensação óptima. Não há grandes obstáculos.
É bom viver :)

Friday, July 21, 2006

Casa Branca, lixeira, sabonete, sanduiche, caramelo, trambolho, vira-volta

Sardinha
Arrepio
Armadura
Chinelo
Banana
Duro de roer
Kiwi
Chamamento
Arco-iris
Lambreta
Bólide
Pirâmide.
Vida.
Vamos ser estúpidos.
Gritar na rua.
Cantar uma música animada com uma amiga.
Dançar freneticamente.
Partir uma janela.
Rodar até cair no chão.
Vamos cair no chão!
Atira-te de cabeça!
Experimenta, salta, mergulha!
Ri, solta uma gargalhada.
Tem um ataque de riso e não pares.
Não tenhas lógica, sai da linha.
Trinca.
Cabelo.
Elefante.
Truque.
Rosca.
Adeus.

Sunday, July 16, 2006

Desabafos inúteis para quem tem mais que fazer


Portanto, vou pensar.
Primeiro o acontecimento.
Depois a confusão.
Mais tarde a revolta.
Eventualmente aperecerá a vontade e confiança na nossa capacidade de mudar e de fazer com que tudo fique bem.
E a seguir? Sinto-me despedaçada, desintegrada. Rachada, misturada.
Sinto-me um puzzle. Aquele que deu imenso trabalho a fazer e depois alguém destruiu.
No big deal, é só construir de novo. Mas já não dá vontade de fazer o mesmo, bora lá comprar outro. Desta vez convem comprar um com menos peças para não perdermos a paciência.
Ou então nem nos apetece voltar à loja e deixamos de querer fazer puzzles, passamos para outros jogos. Jogos mais fáceis, que não requerem grande atenção ou pensamento.
Também não são metáforas que me vão levar a algum lado...
Sinto que preciso de me desligar do passado. Mas assim não consigo construir ligações com o futuro.
E fico aqui neste impassse. O presente é como uma rede, daquelas que baloiçam, sabem? Precisa de estar entre duas árvores. O passado e o futuro! Mas se uma árvore não é forte o suficiente ou por alguma razão não serve para prender a rede, não serve de nada termos uma rede já que não pode estar pendurada só numa árvore. Right?
Metáforas outra vez? Quero lá saber. Não quero saber!
É de tempo que preciso? Pois, ele só me deixa mais nervosa.
É de espaço? Não, não gosto de espaço.
O que é, então?
Eu peço desculpa por este post estúpido e provavelmente incompreensível. Está tão desconectado como eu. E parece-me que nem consegui chegar a conclusões nenhumas...

Tuesday, July 11, 2006

Mudar


Com cuidado para não cair.
Ainda mais, digo.
É preciso tomar consciência e balanço, só depois poderei saltar.
Não é fácil. Não conheço o sítio para onde vou.
Mas de momento não aguento estar deste lado, o outro é capaz de ser bem melhor.
Dêem-me tempo, logo vos direi.

Wednesday, July 05, 2006

Conhecer II


Eu já tinha escrito mais ou menos sobre isto.
A minha questão mantem-se: É possível conhecer MESMO uma pessoa?
Não sei se é. Para dizer a verdade, não acho.
Pode parecer, lá isso pode. Mas depois vimos a saber que de facto não conhecíamos bem. E isso não deixa de ser estranho. Passam segundos, passam horas, dias, anos, vidas. Passam momentos e confissões, descobertas, sorrisos, apoios. Mas... conhecemo-nos?
Nem a mim conheço, quanto mais!
<body>